quinta-feira, abril 29, 2010

Amazónia revisitada

A preparação para a exposição colectiva vai avançando e estive a rever recentemente os cadernos amazónicos. Os desenhos vieram como ficaram feitos, em bruto, não foi acrescentada ou apagada uma linha, o papel aparece por vezes empolado, com manchas e mosquitos esborrachados. Seja o meu manifesto enquanto fio condutor destes desenhos, seja apenas preguiça ou outra razão qualquer, as coisas vão ficar assim. Afinal, não faz parte do meu estilo deixar tudo inacabado e poupar na tinta?
Comunidade de Aves observadas no lago Curititanini (a sério, não me lembro do nome mas devia ser qualquer coisa assim).
Cachorro.

4 comentários:

Erica disse...

Viva, desenhos!
Estás cada vez melhor, continua que não tarda és o "máior"!
Já agora gostava de te avisar que os cachorros são mamíferos e não peixes, andas um bocado baralhado. :P

Fuzhong! disse...

Eu estou na mesma... como a lesma! Mas obrigado, a comer cabras de chanfana como se não houvesse amanhã hei-de ficar mesmo o maior.

E era um cachorro, sim senhor. Já lhe viste a dentadura?

ArtByJoão disse...

Ora como não estás numa de acabar os desenhos da Amazónia, calculo que 2ª feira terás os outros desenhos todos prontinhos para mostras, eheheheh

Sara Simões disse...

Muito bonita, a composição com a colecção de bichezas.
Pois eu também sou apologista do deixar como está. Salvo uma excepção ou outra...