terça-feira, maio 25, 2010

Momento "Gorda-Estúpida"

Ao longo dos anos, o pessoal vai desenvolvendo o seu próprio vocabulário e reportório de expressões assim meio herméticas, o que por vezes se torna incompreensível e irritante para quem está de fora - tenho a noção que algumas conversas se tornam meio idiotas para quem não percebe peva do que se está a falar.
Uma dessas expressões, quiçá a mais amada e recorrente, por estar geralmente associada a situações escabrosas, é o momento "gorda-estúpida". Quem nunca o teve? Hoje tive um. Literalmente. Ora foi assim:
Eu (abrindo a porta jovialmente, sorriso nos lábios e a transbordar de simpatia, sabendo que ia entrar um bicharoco com umas gramas e peludinho): Então a matulona pode entrar. (notem o tom de ironia e graça na voz quando uso o termo matulona para um bicho tão pequeno)
(Aparece-me à frente uma senhora, qual saída de uma ópera de valquírias, com uns 2 m de altura e outros tantos de largo)
Eu - Bom dia! (Claro que não me desmanchei mas foi difícil, ao ver pelo canto do olho uma colega boquiaberta e prestes a largar uma gargalhada)
Ups!

6 comentários:

S. C. disse...

AHAHAH, priceless.
Se lá estivesse tinha-me mijado a rir.

Erica disse...

Muito bom!

Carduelis disse...

Brutal!!

Eu tinha-me rido com certeza ...

Sócio disse...

Sócio!

Muito bom mesmo.

Abraço.

Vera Codices disse...

Só mesmo tu para te saíres com uma deixa dessas!!!!! Mais espontâneo é impossível.....com a diferença de que correspondeu à realidade!!!! :) bjos

Sara Simões disse...

hihihihihi!