quinta-feira, fevereiro 12, 2009

Argh!!!

Porzana pusilla

Isto sou eu a transformar-me no incrível Hulk, a espumar e a atirar ao ar o bloco de folhas. Isto porque a primeira experiência com os acrílicos produziu este aborto - mas depois lembrei-me daquele livro que acaba de sair, o Atlas das Aves Mutantes de Portugal, cheio de passarinhos com elefantíase, melros de água com acne juvenil e aves com posturas improváveis e acalmei um pouco. Isto porque por este andar, a entrar na loja para comprar um bloco de papel e sair cheio de tralhas, vou ser eleito o melhor cliente do espaço do pintor do El Corte Inglés.
Mas sempre serviu como variação ao tema dos últimos dias e regresso à zona de conforto dos desenhos avícolas.

3 comentários:

Taxonomys disse...

Hummm... Não perdes tempo... Entra-te pelo ouvido e sai-te pela carteira, lolololol...

Só me resta dizer: Benvindo ao clube dos que não encaram o acrílico com «aquele» optimismo...

E contudo não posso deixar de te dar mais um conselho... Give it another try!

GabrielGarcia disse...

Olá Filipe, tudo bem?
Vejo que continuam em forma com os desenhos . Continua. Abraço
Carlos Gabriel Garcia

Sócio disse...

Afinal isto era uma tentativa para ilustar o quê?

Se mudares um bocadinho o bico até parece uma das galinhas que a minha avó tinha no quintal... ;-)

Abraço.