quinta-feira, novembro 23, 2006

O código da Vinci

Ontem a minha irmã trouxe o dvd do dito filme para visionamento pós-jantar, que se revelou um óptimo sedativo, pois após uma meia hora de visionamento já tinha adormecido. Pode ter ajudado o facto de ter estado a trabalhar quase até às 23h mas tinha esperança que a visão da deslumbrante Audrey Tatou me mantivesse desperto. Mas nem isso ajudou. Se não tivesse lido o livro (que confesso que li sofrega e ininterruptamente durante um fim de semana) me tinha perdido pela história confusa e fraccionada.Bem melhor que este código é este outro:

Esta e outras ilustrações espetaculares são feitas por um senhor chamado Ray Troll e podem ser vistas aqui. Quando for grande quero ser como ele (excepto a parte de ter um nome meio... desenho animado. Raio Trol?)

2 comentários:

Vetoon disse...

Volto a referir que no filme vomitaram-me em cima. O livro é muito melhor, cheira menos a vomitado...

FM disse...

Desconhecia que tinha sido com este filme a mítica história do vomitanço... Eu não gostei, mas também não regurgitei o jantar como essa senhora