domingo, junho 29, 2008

Instantâneos no Zoo

Hoje foi dia de mais uma saída dos Morcegos e após 10 horas passadas no Zoo de Lisboa estes foram alguns dos 18 esboços produzidos:
Oryx gazella, grafite e marcador preto aguarelável
Artocephalus spp., grafite

Aceros plicatus, aguarela


Bycanistes buccinator, grafite



Pauxi pauxi, grafite e lápis de cor

Podiamos ficar por aqui com estes instantâneos da visita mas houve outros muito mais interessantes que, infelizmente, não dão para desenhar:

  1. A visita relâmpago à papelaria Fernandes do Colombo para comprar um caderno de campo novo. Um pouco a medo, já que os senhores raramente têm as coisas que preciso. Acabei por ficar infinitamente aquém dos meus objectivos megalómanos, que eram preencher o caderno inteiro. Com 18 bonecos fiquei-me por um terço das páginas...;
  2. Uma certa pergunta repetida até à exaustão durante o dia inteiro;
  3. A quantidade de baboseiras ouvidas durante o show dos répteis;
  4. Abanar árvores de frutos exóticos para estes caírem em cima das pessoas;
  5. O almoço mais desenxabido dos últimos tempos;
  6. O terror de andar pendurado no teleférico acentuado por alguém umas cabinas à frente que não parava de abanar a geringonça toda;
  7. A quantidade de coisas que caíram dentro dos recintos dos animais, desde desenhos a óculos de sol, tendo estes últimos voado até ao sítio dos "Bambis" (o revirar de olhos e os "veados" sibilados por mim foram perfeitamente inocentes);
  8. Não chegar a tempo de impedir uma pessoa de beber água de uma garrafa lambida por um esquilo.
Ao fim do dia, cansado mas muito satisfeito. Só que para a próxima levo mesmo a zarabatana e os dardos.

2 comentários:

João Carvalho disse...

Hmmm... Porque será que fico satisfeito de aquele espaço do Zoo de Lisboa ser tão grande e da nossa dispersão ter sido ainda maior, ao ponto de não ter sequer assistido a metade dessas pérolas?

Vai por mim e compra uma rã venenosa, eheheheh...

De qualquer modo parabéns pelos «esboços» que francamente estão no limiar do que seria admissível... Para a próxima tens que te esforçar ainda mais... Tipo usar técnicas mistas ainda mais complexas e de modo a que se consigam destrinçar todos os pelos, poros, penas e escamas dos ditos observados... Hahhhh... E tens que emoldurar os ditos «eboços» antes de sair do recinto... Isso é que seria um trabalho verdadeiramente capaz!!!

LOLOLOL

a morcega do outro bairro disse...

...parece que alguém não apreciou a referência a um dos grandes personagens de animação da infância, personagem homenageada com uns óculos de sol voadores!!!!
Aliás, que marcou a minha 1ªgrande vergonha no cinema, quando a minha irmã mais nova chorou (alto!!) do princípio ao fim do filme!!!!