sexta-feira, outubro 24, 2008

Para desenjoar...

Não estão já fartos de ver posts sobre passarada e passaralhos por estas bandas? Pois, para quebrar um pouco a monotonia - não ainda não vou dissertar sobre fantasias sexuais, erotismos de trazer por casa e as várias vertentes da pornografia - mas sim de um grupo muito particular de organismos. Também não são clamídias, gonorreias ou doenças herpéticas sexualmente transmissíveis, mas sim de um grupo de Répteis diápsides do Mesozóico. (Oohh... poderão alguns suspirar de decepção mas este blog nasceu nerd e há-de morrer completamente science-geek).
Pois tenho eu por hábito ter sempre um bloco ao lado do pc onde vou rabiscando qualquer coisa, ora enquanto leio pdfs de artigos, ora para desviar os olhos do ecrã. Ao fim de vários momentos de rabiscanço após alguns dias, tinha feito isto, que não é mais do que um retrato de família do grupo (Ordem?) Avicephala do período Pérmico-Triássico:

Apesar de ser um pequeno grupo (estão descritas umas 8 espécies) de pequenos Répteis (os maiores não deviam ultrapassar os 25-30 cms de comprimento), reuniam uma série de características muito particulares e, se ainda existissem hoje, iam certamente ser o maior sucesso nos terrários por esse mundo fora.

Ora os Avicephala dividiam-se em 2 famílias distintas: os Coelurosauravidae, do final do Pérmico e os Drepanosauridae, do Triássico. Um género, Longisquama spp, encontrado em rochas triássicas do Kyrguizistão (é assim que se escreve?), que aparece no canto superior esquerdo, terá maiores afinidades com a primeira família. A principal característica distintiva eram as estruturas em forma de folha, que foram alvo de inúmeras interpretações quanto à sua origem (proto-penas? escamas? folhas de plantas?), localização (paralelas ao longo dos flancos? em fiada ao longo do dorso?) e função (orgão planador? camuflagem? comunicação intra-específica?). Até hoje, ninguém se entendeu e apesar de tudo, a forma como aparece aqui representado, como Réptil planador, apesar de mais fixe, pensa-se não ser a mais exacta. Uma série de características anatómicas levou ainda a pensar-se que Longisquama estivesse próximo do ramo que terá dado origem aos Pterosauros ou mesmo às Aves (lá viemos cá parar novamente), mas hoje sabe-se que tal não está correcto.

Na família Coelurosauravidae incluem-se vários géneros de Répteis planadores do período Pérmico: Weigeltiosaurus de Madagáscar, Rautiania da Rússia e Coelurosauravus da Alemanha (em segundo plano, no canto inferior esquerdo), havendo quem refira que correspondem todos ao mesmo organismo. Ao contrário dos agamídeos do género Draco, actualmente existentes no Sudeste Asiático, que planam de árvore em árvore suportados por uma membrana estendida entre projecções das costelas, os Coelurosauravideos desenvolveram uma estrutura única mas convergente com a primeira: a membrana planadora era suportada por ossículos dérmicos alongados sem qualquer relação com as costelas.

A família Drepanosauridae engloba, de longe, as espécies mais interessantes. Ao longo dos anos, estes Répteis foram repetidamente interpretados como animais aquáticos, mas sabe-se hoje que as suas adaptações apontam todas para hábitos arborícolas, sendo frequentemente referidos como Simiosauria ou lagartos-macacos.

Megalancosaurus spp. foi encontrado em rochas no Norte de Itália e apresenta as especializações típicas do grupo: cabeça alongada quase projectando-se num bico, corpo lateralmente comprimido, dedos oponíveis, cauda comprimida lateralmente, preênsil e com um conjunto de vértebras fundidas na sua extremidade distal que funcionaria como um gancho, e processos espinhosos das primeiras vértebras torácicas extraordinariamente desenvolvidos. Esta última característica permitiria a inserção de músculos cervicais desenvolvidos de forma a permitir a projecção do pescoço e cabeça para capturar as presas (à semelhança do que os camaleões fazem hoje com a língua). Curiosamente, apenas alguns indivíduos possuiam polegares oponíveis nos membros posteriores, podendo sugerir algum grau de dimorfismo sexual.

De maiores dimensões, Drepanosaurus spp. também provém do Norte de Itália e apesar de o seu crânio ser desconhecido, a sua característica mais distintiva era a estrutura dos membros anteriores, muito robustos, com uma ulna desenvolvida e em forma de crescente e o dedo II com uma unha extraordinariamente desenvolvida. Supõe-se que estas características sejam convergentes como o membro anterior dos papa-formigas-sedosos (Cyclopes didactylus) e que este animal tivesse usado os seus membros para escavar os troncos em busca de insectos e larvas. Aparece no centro do rascunho.

Bastante mais pequeno que os anteriores mas também italiano, Vallesaurus spp. é o único género em que juntamente com os fósseis, foram encontradas impressões de pele, de textura granular. Aparece ao lado do Drepanosaurus spp.

Mudando para o continente americano, temos o género Dolabrasaurus spp, semelhante a Megalancosaurus spp, e Hypuronector spp., que aparece no canto inferior direito. Ao contrário dos restantes membros da família, a sua cauda não era preênsil mas muito alta e comprimida lateralmente, podendo ter sido utilizada como orgão de comunicação intra-específica. As reconstruções deste género são muito especulativas, já que grande parte do crânio e as patas nunca foram encontrados.

E por hoje, já chega de cromice. Mas digam lá se não ficavam espetaculares num dos meus terrários???

4 comentários:

Anónimo disse...

é uma pena nao dar para ver melhor o desenho..:-( antes dava nao?hmm...it's to small!ainda por cima é mto frustrante porque da para cliquar mas depois nao aparece nada!anyway thanks!;-)

Sócio disse...

Obrigado Sr. Dr. por tamanha explicação de cenas que não servem para nada...
Mas continua, que enquanto gastas o teu "precioso" tempo nesses devaneios, não deitas VENENO para cima do comum dos mortais.

Abraço.

S. C. disse...

Tens sempre uma iguana, ou um dragão de água chinês :D (mas antes tu que eu!)

Anónimo disse...

mais vale ler um post desse tipo do que outros que se podem encontrar por aí,que nao prestam para nada...