sábado, junho 06, 2009

Osmose

Coisa curiosa esta, a facilidade com que nos deixamos contaminar por tipos de registo e estilos gráficos e as folhas dos cadernos de campo ora vão aparecendo Salgadas, PeFadas, Marcoadas ou, mais recente e intensamente, Catarinoadas. Sem contar com as osmoses de influência estrangeira.
Mas quando é que começam a surgir páginas clara e distintamente Fuzhongadas?

5 comentários:

PeF disse...

Quando menos esperares. ;)

pqt disse...

E achava eu que a falta de tinta era distintivo da tua autoria.

Fuzhong! disse...

Uma coisa são cadernos de campo e estilos, outra são artes finais que, raras vezes, aparecem aqui.
Por várias razões mas sobretudo porque o "guia de campo" tem mais a ver com um caderno de campo, esboços e estudos do que qualquer outra coisa.
Não é tinta que me falta mas outras coisas para aparecerem mais artes finais por estes lados.

pedrocardialopes disse...

Se queres uma opinião, acho que precisas de uma nova estratégia de marketing para que comecem a aparecer páginas inspiradas na tua arte.

Passo a explicar com a seguinte associação (muito) livre de ideias:

"Fuzhongadas" = Fungadas = Fungadela = mucosidade nasal

Alguém gostaria de ver as suas criações artísticas conotadas com secreções nasais de consistência assim a modos que um pouco líquida? Julgo que não.

Moral da história: muda o nome e verás que o sucesso não tardará em bater-te à porta!

Pedro

PS: isto de estar a escrever uma tese dá nestas coisas... Desculpa qualquer coisinha de mau gosto!

Fuzhong! disse...

Por questões de manter o alter-ego, o termo "fuzhongadas" só se aplica a este contexto. E é mais para eu ser capaz de reconhecer que os meus rabiscos são distintos das minhas influências gráficas.

Agora, não percebo essa associação de ideias... se me falasses da China ou dos Paramesotritons fuzhongensis ainda aceitava...

Mas estás desculpado, teses sobre limícolas devem torrar qualquer pessoa!

Abraço