quarta-feira, dezembro 24, 2008

And the Oscar goes to...

Australia!!!
O filme podia ser simplesmente mau mas o realizador Baz Lurhman, tentando criar um clássico australiano, conseguiu criar o maior desfile de clichés da história do cinema. Desde a "E tudo o vento levou", passando por "Casablanca", "Danças com lobos", "X-men", "Crocodilo Dundee" até chegar aos documentários da vida selvagem, westerns e filmes turísticos promocionais.
Ao longo das intermináveis 3 horas de projecção, longas como o deserto australiano, vai-se alternando entre a sensação de dejá vu e as gargalhadas nas cenas mais dramáticas, tal é o índice de piroseira.
Impressionante mesmo foi a cena da tempestade tropical, aquilo é que foram efeitos espaciais, que até fizeram saltar o filme do projector!
Mas enfim, nem tudo foi mau. Graças à engenheira Saramuga, que arranjou os convites, fui ver a película à borla e pude ouvi-la suspirar profundamente cada vez que o Hugh Jackman aparecia em cena. Por isso (por ter arranjado os bilhetes, não os suspiros que ainda tenho o ouvido esquerdo com o eco), o meu obrigado. Quando é o próximo filme?

1 comentário:

Sara disse...

fique o arq. pimpão sabendo que eu tenho um problema respiratório que me faz suspirar. suspiros esses que nada têm a ver com o hugh jackman em tronco nu...ai...ai...