terça-feira, janeiro 23, 2007

Mais um fim de semana

Mais um fim de semana se passou, pródigo como sempre em acontecimentos:
  1. Trabalho sábado de manhã a estender-se demasiadas horas para além do expediente, seguido de um miserável almoço/lanche de uma sandocha e um sumol;
  2. Reuniões técnicas na ex-casa do Roberto Leal, com o meu ego a hipertrofiar perigosamente lá para o fim da tarde;
  3. A primeira reunião da irmandade da esteva-folha-limpa-panela sábado à noite para vermos o "Babel". Apesar de todos gostarem, acho que gostei um bocadinho mais que o resto da seita, mas gostos são gostos. A crítica cinéfila fica para outro dia.
  4. Uma apresentação sobre parasitas Domingo de manhã, que me pareceu fraquinha, especialmente quando passei ao slide da análise estatística... (qual análise?). Pormenor: era eu o orador e acho que a plateia foi um pouco condescendente comigo. Mas também não estava a falar de coisas tipo, introduzir um ou dois ursos nâ serra do Gerês;
  5. O cansaço acumulado nos últimos dias bateu fortemente Domingo à tarde, quando me deitei para dormir uma sesta, acordei para jantar, voltei a deitar-me e voltei a acordar à meia noite para vestir o pijama e voltar a dormir. Soube mesmo bem!

4 comentários:

FRED disse...

Já que andas munto "em baixo" lê lá esta redacção sobre os teus "bixinhos" preferidos para te animares.

Redacção – As Rãs (de autor desconhecido)

Eu gosto muito de rãs.
As rãs arrotam a noite toda.
As rãs são mais pequenas que as vacas e mais grandes que um pintelho.
As rãs não têm pintelhos.
As rãs põem ovos pela cona que depois dão râzinhas pequenas.
Se as rãs tivessem pintelhos na cona arranhavam os ovinhos que são muito pequenininhos e as rãzinhas que estão lá dentro iam morrer porque entrava água pelas arranhadelas e elas morriam afogadas e porque quando são pequenas não têm patas e não sabem nadar.
Eu também ainda não tenho pintelhos mas já sei nadar.
Também ainda não tenho cona mas um dia vou ter muitas.
As rãs são as mulheres dos sapos.
Os sapos não têm unhas por isso não podem coçar os colhões.
É por isso que eles andam com as pernas abertas a arrastar os colhões
que é para os coçar.
E quando se picam nos colhões os sapos dão saltos.
As rãs também dão muitos saltos, por isso têm a cona sempre aos saltos.
Eu gosto muito de rãs.
E gosto muito de sapos.

Fuzhong! disse...

Foste tu que a escreveste na 4ª classe... há 2 anos?? :)

Anónimo disse...

Parece que a visão do verdadeiro monstro peludo de Babel fez mal a alguém!!!

Jo

ps- para quando o scoop?

Fuzhong! disse...

O Grande Monstro peludo... já me tinha esquecido! :P