domingo, agosto 10, 2008

Uma noite... diferente

Continuando a onda de festejos tradiconais, na passada sexta-feira foi a minha estreia na festa do barrete verde de Alcochete. Depois de um agradável jantar - ainda não descobrimos o segredo da massa de camarão dos Petiscos do António mas andamos lá perto - rumou-se à festarola e ao que seria uma noite à natiga. Mais ou menos... Senão ora veja:
Toiros (ou pelo menos os cornos, que foi a única coisa que consegui ver). Copos. Porrada (a partir das 4 da manhã a vila mais parecia um cenário de batalha campal). Possessões demoníacas. Versões portuguesas do incrível Hulk. Técnicas de diplomacia e negociação.
Felizmente, tudo acabou bem, só alguns fígados mais torcidos. Quer dizer, ninguém ficou com um olho roxo ou o nariz deitado a baixo. Por isso foi muito divertido e os anfitriões estão de parabéns.
Mas não deixo de pensar: "f***-se! Chega um gajo aos 30 anos para assistir a primeira vez a cenas destas?!"

1 comentário:

João Carvalho disse...

Fica perfeitamente demonstrado que a receita está em sair airosamente sob o pretexto de levar as meninas para casa a tempo e horas... Em alternativa resta começar a contar as garrafas de jolas que se vão acumulando no recinto e fazer contas de cabeça até determinar qual a melhor altura para dar à sola...