terça-feira, março 24, 2009

Pausa para o lanche

Vista da Peninha com o Guincho lá ao fundo.

Os raids fotográficos continuam à costa de Sintra edesta vez o destino foi a zona da Peninha. Não foi possível encontrar as ferreirinhas-alpinas (Prunella collaris), que já devem ter regressado a paragens mais montanhosas mas para compensar, deu para andar a procurar salamandras e tritões nos tanques. O ponto alto do passeio foi mesmo a cobra-de-escada (Elaphe scalaris) encontrada no meio do caminho que deve ter apanhado o susto da sua vida quando a (flicts) ligou o turbo e accionou os seus super-poderes de teletransporte, indo aparecer a 3 km de distância.

5 comentários:

S. C. disse...

Mulheres e cobras ... Nunca vi tamanha relação amor/ódio.

Flicts disse...

Pois... só não percebo por que razão não há quem extermine os animaizinhos rastejantes e sibilantes. Blherque

S. C. disse...

Isso é racismo!
Preferias ter montes de ratazanas à porta. Caro fuzhong temos de tratar da aversão patológica a sibilantes da Flicts!

Flicts disse...

Não, às ratazanas eu daria uns pozinhos para o almoço. Nada de ideias, sff, tenho mt apreço pelas minhas patologias e pretendo mantê-las.

S. C. disse...

Conheço alguns indivíduos reptilianos que inverteriam essa patologia num instante. :)